POEMA DO AMIGO APRENDIZ

Quero ser o teu amigo. Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias…

Padre Zezinho

Não sei quem é o Padre Zezinho, mas isso foi uma das coisas mais legais sobre amizade que eu já li.
Eu tenho amigos exatamente assim, a gente aprende a ser amigo todo dia durante toda a vida, não importando o quanto tempo ficamos sem nos ver mas, o reencontro, parece uma continuação da conversa que tivemos ontem. Doido isso.
Esses mesmos amigos e muitos outros, de uma certa maneira, contribuíram muito pra que eu ficasse tão perto  do momento da cirurgia e não fraquejasse como da outra vez.
Como disse recentemente, sou uma pessoa privilegiada, não tenho dedos suficiente pra contar todos os amigos.

Dica pra quem está em situação semelhante à minha: ouça os amigos que querem o seu bem e tenham coerência em seus comentários e conselhos. O resto CTRL+ALT+DEL.